sábado, 12 de dezembro de 2009

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

um peixe na rede
sente-se menos balançado
quando toca Gilbertos
tem sonhos pra todo lado

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Algum lugar
Ponto de exclamação
Algum suspiro de ar
Ah!
Onde você é
quero estar

algo algum
star ar ah!
Em imagens
Pontos de imaginação
Onde você seja
querostar

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

lentes (de) mentes
desejam a palavra torta
atudotirabotafererima
para dar a mesma sina
da hóstia

domingo, 18 de outubro de 2009

Flor silenciosa

Flor silenciosa
Tua beleza grita
O vento que te balança
Sou eu

(...)

Flor
Talvez
Um dia seja teu suspiro
Ou um verso que ti comova

Mas antes
Mais vale um beijo;

Solidão

Eu
Rio
Você
Chuva.

Águas que correm
em direções solitárias
e se encontram salgadas
percorrendo a face
dos rostos nichos
à procura da voz calada
molhando de seca
cidades fantasmas
onde jaz o coração.
____________________________________________________
poema antigo...

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

2 poemas numa noite

Saudade

A saudade é um vazio de mar
Que nos molha os pés de nada
E nos leva tudo

___________________________________________________

Para uma menina bordada de flor

Hoje derramei tinta dos olhos
Ao tentar bordar de flores
-em linhas-
As ondas do teu cabelo

É que no instante
Em que tuas mãos tocam teus olhos
Os meus foram tocados em segredo.